sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Controlando o uso do MSN com o msn-proxy

O MSN tornou-se um dos mais utilizados (senão o mais utilizado) protocolo de mensagens instantâneas da atualidade. Seja por seus recursos interessantes (e muitas vezes supérfluos) ou seja pelo simples fato dele ser padrão do Windows, a verdade é uma só: ele é obrigatório para qualquer internauta, seja para o uso doméstico ou profissional.

Mas com a crescente demanda do uso da ferramenta, uma necessidade cada vez maior no ambiente empresarial é a possibilidade de inibir o abuso em seu uso, tentando fazê-la ser utilizada somente para uso profissional. Isso é algo realmente complicado de se obter, pois normalmente depende-se da boa vontade e bom senso dos usuários, que nem sempre colaboram e entendem bem essa situação.

Pensando nisso, muitas pessoas tem procurado uma forma de controlar o acesso MSN nas empresas. Percebo pelas estatísticas de meu blog que muitos tentam resolver tal questão usando o MSN como um transporte do servidor XMPP Openfire com o plugin Gateway IM. Infelizmente, tal plugin ainda não possui esses recursos incorporados, o que acaba frustrando muito quem o utiliza (existem formas de fazê-lo, mas as mesmas geralmente são bastante trabalhosas - veja por exemplo o plugin packet filter).

Com isso cresce a procura por ferramentas que sejam Proxys MSN. Existem algumas soluções comerciais excelentes, mas que acabam tendo um custo proibitivo para muita gente. Já no campo do Open Source/Software Livre não parece existir muito interesse em desenvolver algo assim (pelo menos não que seja de meu conhecimento. Dicas são bem vindas) . Até onde sei existe apenas um proxy MSN, que apesar de apresentar ainda uma série de bugs está em constante desenvolvimento, e além de tudo, é desenvolvido por um brasileiro: é o msn-proxy.

O msn-proxy é exatamente o que o nome diz: um proxy MSN. Com ele você pode controlar quais contatos podem aparecer na lista de seus usuários, pode controlar quais versões do protocolo MSN podem ser usadas (controlando assim os clientes possíveis), monitorar conversas, entre outras coisas. Basicamente, ele é composto de duas ferramentas: o proxy propriamente dito e a interface web.

O proxy deve ser rodado como daemon no computador que controlará o fluxo MSN. Ele é quem fará a conexão final com os servidores da rede MSN e todo tráfego da porta 1863 de sua rede interna deve ser redirecionado para ele. Dessa forma, sempre que um cliente MSN tentar se conectar será interceptado pelo msn-proxy que irá controlar o acesso conforme suas configurações.
A interface web roda em um servidor HTTP e é de simples instalação, sendo desenvolvida em PHP. Nela você irá configurar as opções gerais de acesso MSN (protocolos, bloqueios, etc...), as opções de cada usuário (protocolos, contatos permitidos e bloqueados, etc...), e ainda poderá controlar quem está online, além é claro da opção de monitoração das conversas É importante também dizer que é necessário um DB MySQL onde as configurações serão armazenadas.

Mas como nada é perfeito, o msn-proxy ainda apresenta uma grande quantidade de bugs, que conforme o desenvolvedor Luiz Otávio Oliveira Souza (loos-br) estão sendo ou serão resolvidos. Mensagens não enviadas, falhas no bloqueio de alguns protocolos e problemas conceituais na interface são alguns dos problemas que ainda existem e que espero em breve sejam solucionados.

Então, após alguns contatos com o Luiz, percebemos que ele está com pouco tempo para poder se dedicar mais a ferramenta. Assim, a equipe da Propus (mais especificamente o Diego Morales, que tem se envolvido mais nisso), está trabalhando numa série de melhorias, tanto na interface web quanto no proxy em si. As primeiras alterações já foram enviadas para o Luiz que em breve deve adicionar as mesmas as novas versões do produto.

Quem quiser testar a ferramenta é muito bem-vindo. Incentivo o máximo o uso da mesma, e também incentivo aos usuários que deixem seus comentários nesse post para que a Propus, o Luiz, ou outra pessoa que se interesse em desenvolver a ferramenta (fiquem à vontade, pois software livre é isso mesmo) possa analisar o feedback dos usuários e melhorar o que for preciso.

Juntos vamos fazer o msn-proxy a ferramenta definitiva para controle de acesso do protocolo MSN.